Colunista Valdicio Pinheiro

Ressurgência Conservadora

Por Valdicio Pinheiro

Numa pesquisa realizada em dezembro de 2016 sobre comportamento, a Folha de São Paulo constatou o óbvio sobre as idéias do eleitorado brasileiro. Principalmente entre os jovens (que compõem maioria esmagadora desse eleitorado). O diagnóstico da pesquisa ficou claro: O eleitor brasileiro é Conservador.

Essa parte do dos eleitores (maioria conservadora) é constantemente excluída do debate eleitoral. as suas idéias e vontades não são ouvidas e, principalmente representadas. Exemplo disso: Não a liberação de drogas, contra o aborto, contra o casamento homossexual, contra adoção de crianças por casais homossexuais, contra os movimentos gayzista; feminista; racialista, contra a defesa do banditismo e movimentos africanistas etc…

Tendo evidenciado esse estupro eleitoral, foi que uma “nova classe” de homens e mulheres renasceu. Cheios de coragem, patriotismo, revestidos da verdade e de conhecimento. São os Conservadores.

Vale lembrar que no Brasil, o debate e a narrativa que preponderam no âmbito político são as estratégias de controle social de Vladimir Ilyich Ulyanov, mais conhecido pelo pseudônimo Lenin. Estratégias essas que foram adotadas no Brasil com absoluto sucesso.

A Estratégia das Tesouras: é quando a esquerda se divide em dois posicionamentos. a direita da esquerda (Socialistas Fabianos = Social Democracia) e a esquerda da esquerda (comunista/ revolucionária) com isso os “adversários” e aliados são todos do mesmo alinhamento ideológico.

A eleição de 2016, constatou um crescimento significativo de políticos conservadores (apesar de não existir um partido conservador) disputando e vencendo Eleições.

Passando por Marcel Van Hatten (Rio Grande do Sul), Alexandre Aleluia (Salvador), Eduardo Bolsonaro, Carlos Bolsonaro, Flávio Bolsonaro (Rio de Janeiro), Michele Collins e Irmã Aimée (Recife) Professor Lupércio (Olinda).

Professor Lupércio fundamentou sua campanha com base em valores, venceu a coligação do PCdoB de Renildo Calheiros que Comandou o Município de Olinda por cerca de 20 anos.

Em Recife, Michele Collins foi a mais votada, estando a frente de nomes tradicionais da política como João Campos (filho do ex-governador Eduardo Campos).
Michele Collins com um discurso de cunho conservador, defendeu a bandeira das famílias. A vereadora fez oposição ao movimento LGBT, declarou-se: contra o casamento, adoção de crianças por casais do mesmo Sexo. Apresentou uma proposta de emenda para acabar com o financiamento público para os movimentos gayzista, feminista, etc… Ps: Ela obteve 15.357 votos! Os três primeiros que foram eleitos, todos são Conservadores.

No Rio de Janeiro, o vereador mais votado foi Carlos Bolsonaro, com 106.657 votos. Tendo em vista que a coligação do vereador tinha o menor tempo, cerca de 0.55 segundos (para serem divididos entre os candidatos a vereador e o Prefeito), essa votação deixou Carlos Bolsonaro como o segundo vereador mais Votado do País.
Tendo apresentado propostas como: Escola sem Partido, a favor do armamento civil e do estado mínimo, contra o financiamento público do movimento gayzista e feminista.
Carlos Bolsonaro obteve votação de deputado federal. (Jandira Feghali do PCdoB obteve em 2014 cerca de 68.531)

Em Salvador o jovem Alexandre Aleluia obteve 8.940 votos. Conservador de berço, Alexandre já chega na Câmara Municipal de Salvador apresentando suas credenciais através do Projeto Escola sem Partido. Conduziu toda a sua campanha defendendo: Escola sem Partido, revogação do estatuto do desarmamento, defesa de valores Cristãos, morais, Combate a toda ideologia de esquerda, defesa do estado mínimo.

O segredo para tanto sucesso foi voltar para os primórdios da política.
Todos eles fizeram campanhas de Cunho IDEOLÓGICO. Contrapondo o “Politicamente Correto”
dentro de toda essa abordagem, ficou claro que eleição é conflito de VALORES. Não disputa de CARGOS.

Pois se assim for, estaremos retroalimentando os erros do passado.

Tenho esperança em dias melhores. Pois não existe mal que perdure.

Um brado retumbante pela democracia.

#olavotemrazão

Viva a Direita!

Valdicio Pinheiro, colunista do Blog Vale sem Fronteiras Estudante, e Presidente do Democratas Jovem de Juazeiro-BA.

Comentar

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *